Papa concede poder aos padres para perdoarem aborto

Usando das prerrogativas do dogma da Infalibilidade Papal, o papa Francisco concedeu à todos os sacerdotes o uso definitivo de absolverem as mulheres que fizerem um aborto, decisão que deveria vigorar apenas durante o ano jubilar da misericórdia, que terminou no domingo.

“Para que nenhum obstáculo se interponha entre o pedido de reconciliação e o perdão de Deus, concedo a todos os padres, a partir de agora, a faculdade de absolver o pecado do aborto”, escreveu o papa na carta apostólica “Misericórdia et Misera”.

Aparentemente a Igreja Católica Romana considera o aborto um pecado grave, porém, na prática não é o que parece. O papa Francisco comentou o seguinte “não existe pecado que a misericórdia de Deus não possa alcançar e apagar quando encontra um coração arrependido”

O papa justificou esta decisão “pelo bem pastoral dos fiéis”, que queiram confessar-se nas igrejas oficiais com os sacerdotes e manterem sua comunhão com a igreja.

O papa Francisco orientou que os sacerdotes usem do seu discernimento para lidarem com cada causa, afim de que não ocorra erros…kkk

Parece piada mas não é….

Por: Ev. Luiz Flávio Curvelo

Deixe uma resposta