Jesus passou pelo Pidyon haben?

O que é Pidyon haben?
Pidyon haben (em hebraico פדיון הבן) ou redenção do primogênito é o nome dado ao ritual judaico onde cada judeu (exceto kohen ou levi) deve redimir seu filho primogênito nascido de parto natural (sem cesariana, nem aborto anterior) de mãe judia (e que também não seja kohen nem da tribo de Levi).
De acordo com a Torá, todo primogênito (cujos pais não são da tribo de Levi) deve passar por uma cerimônia chamada Pidyon Haben. É a expiação ou o resgate do primogênito. A cerimônia era composta por uma apresentação formal da criança ao Kohen, acompanhada por bênçãos e o pagamento de cinco shecalim pela expiação.
Significados Espiritual
 
Segundo alguns rabinos o cerimonial traz o discernimento de um aspecto ativo na criação, associado à transmissão de uma semente ou potencial de crescimento e desenvolvimento, e um aspecto passivo que permite a realização desse potencial. A presença de Deus se manifesta no mundo, quando estas duas capacidades sejam devidamente acompanhado e levar à propagação – que é a concepção, nascimento e desenvolvimento da vida no mundo. Mas sem influência ativa do Senhor, não há crescimento; o mundo material em si é essencialmente estéril.
O primeiro-nascido, como a inauguração e o início deste processo de propagação, naturalmente simboliza a essência do processo.
Mas a triste verdade é que a criação nem sempre reconhecer o seu Progenitor Sagrado. O mundo material essencialmente estéril, que deve todo o seu crescimento e desenvolvimento para o influxo espiritual de Deus, por vezes, declara a independência e arrogantemente reivindica o domínio sobre a criação. Seu alvo preferido é o “primogênito”, que simboliza o poder de propagação que é de fato completamente desprovido deste mundo, como esse poder é totalmente dependente do Senhor.

Você está precisando de ajuda para pregar?   Escolha um desses:                     
 Curso Completo Para PregadoresBacharel em Teologia sem Mensalidade                          

Algumas informações do Pydion haben:
O Pydion haben é realizado no 31º dia de nascimento do bebê; o Pydion haben não pode ser realizado antes do 31º dia[1]
O Pydion haben não deve ser realizado no Shabat (Sábado) ou no Yom Tov[2]
Como é realizado o Pydion haben?
 
O cumprimento se dá quando o pai dá o bebê para o Kohen segurar e o sacerdote pergunta para o pai do bebê se ele é um sacerdote ou da linhagem de Levi, e o pai deve responder que não. Em seguida, o sacerdote pergunta se o bebê é um primogênito e o pai responde que sim, Em seguida, o sacerdote pergunta se o pai prefere o primogênito ou os cinco shecalim (moeda de prata que equivale de 90 a 100 gramas de prata), que ele é obrigado a usar para resgatar o seu primogênito, e a resposta do pai deve ser “eu quero o meu filho primogênito”. O sacerdote também pergunta à mãe se ela é filha de um Kohen ou da tribo de Levi e ela deve dizer que não. Em seguida, o sacerdote pergunta se o bebê é um primogênito, e ela responde que sim[3]
 
O pai deve entregar ao sacerdote (Kohen) 5 shecalim, equivalente a 20 moedas de prata.
Agora que você já conheceu um pouco sobre o que é o mandamento do Pydion haben e um pouco de como ele é realizado, chegou o momento oportuno de lhe perguntar “Jesus passou pelo Pydion haben?”
 
Se você acha que não, quero lhe dizer que você está equivocado, pois, Jesus além de ser um judeu é o primogênito de sua família. 
Como Jesus era o primogênito de Maria (da linhagem de Judá, não Levi), ele devia ser resgatado.José e Maria foram até Jerusalém em direção ao Templo para cumprirem o mandamento Pidyon Haben (Lc 2: 22-24) e de purificação. Foi provavelmente após estas cerimônia que Simeão e Ana profetizaram e abençoaram o menino Jesus, conforme a inspiração do Espirito Santo.
Oxalá, que esses tele-evangelistas e pregadores da teologia da prosperidades não se utilizem dessa informação para cobrarem dos seus fiéis o resgate de um primogênito do “lucro” ou “salário”, pois, virou moda pegarem costumes judeus e aplicarem no meio do povo cristão, com o objetivo de auferir riqueza.
Que o Unigênito de Deus e primogênito de José e Maria possa novamente expulsar esses, que fizeram do sacrifício de Jesus meio para enriquecer…Maran atah!
1 – Mishna Bechorot 49a diz que fazer um Pydion haben antes dos 30 dias, torna o cerimonial ineficaz.
2 – Shulchan Aruch YD 305:11. O Trumat Hadeshen (nº 269) explica que um pydion haben não deve ser realizado no Shabat porque aparece como uma transação comercial.
3 – Yalkut Yosef (Sova Semachot v.2, pag. 317-319)
Por: Evangelista Luiz Flávio Curvelo

Deixe uma resposta